quarta-feira, 4 de junho de 2014

NOVIDADES NA AYOM!!!!

Você encontra os produtos da Ayom em nossa loja virtual - produto físico entregue pelos correios (ayomeditora.com.br)
 E agora você também encontra os Cds da Ayom também em formato digital. É possível comprar todo o cd ou apenas algumas faixas.

Os links de cada cd:
Pai Pedro Miranda - Todo Mundo Quer Umbanda



Link do produto no site da Tratore: 

    
Deezer: 

    
iTunes: 

  
[NOVO]   Spotify: 


Tenda De Umbanda Caboclo Caramã E Pai Cesário
Vamos Saravá!

Link do produto no site da Tratore: 


iTunes: 


Rdio: 


[NOVO]   Spotify: 


Karibokas - Adupé Mi Nhanderú


Link do produto no site da Tratore:
                                            http://www.tratore.com.br/cd. asp?id=7898515696480
Deezer: 
                                                    http://www.deezer.com/album/ 7352701
    iTunes: 
                                           http://itunes.apple.com/us/ album/id804978126
    Rdio: 
                                                                   http://rd.io/x/Qj58X2Y/
  [NOVO]   Spotify: 
                                          http://open.spotify.com/album/ 6GM1aFrk6rcqWIkBdnmQF4

Mãe Iberecy - O Senhor dos Encantos
                                                      Link do produto no site da Tratore:


iTunes: 


Rdio:


[NOVO]   Spotify: 



Mestre Obashanan - Amigo Leal

Link do produto no site da Tratore:
 Deezer: 


iTunes: 


Rdio:


[NOVO]   Spotify: 


Mestre Obashanan
 Ayom Lonan - O Caminho dos Tambores

 Link do produto no site da Tratore:

Deezer:

iTunes: 

Rdio: 

[NOVO]   Spotify: 


Mestre Obashanan, Tânia Regina e Luciana Gama
 O Rei das Águas

 Link do produto no site da Tratore: 

iTunes: 


Rdio: 



Templo A Caminho Da Paz - No Clarão da Lua!

Link do produto no site da Tratore: 

iTunes: 


Rdio: 


[NOVO]   Spotify: 




Vários - Deixa a Gira Girar!


Link do produto no site da Tratore: 

iTunes: 


Rdio:


[NOVO]   Spotify: 




Ayom - valorizando as raizes do Brasil







quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Amigo Leal - Série Brasil Encantado - Cantigas de Boiadeiro- 2013


Amigo Leal - Série Brasil Encantado - Cantigas de Boiadeiro- 2013

Vendas:

Produto físico: ayomeditora.com.br

Cd ou faixas em formato digital: http://itunes.apple.com/us/album/id805015580

Para ouvir a faixa "Boa Noite, meus senhores", clique abaixo:


01.Boa noite meus senhores; 02.Boiadeiro meu amigo leal; 03.Eu tenho meu chapéu de couro; 04.Ele veio pelo rio de contas; 05.Estrela Dalva; 06.Eu só vim aqui porque fui chamado;  07.Junco Boiadeiro; 08. Terra de Boiadeiro; 09.Quando eu vim de lá de cima; 10.No pé da Juremeira; 11.Por aqui choveu; 12. Que cidade é aquela; 13.Abelha que faz o mel; 14.Terra de Ouro; 15.Boiadeiro Aindokê (Quero ver cair); 16.Eu vou-me embora 17- Pedrinha Miudinha;

Boiadeiros são entidades muito queridas nos rituais das religiões afro-brasileiras. São espíritos simples, que atuam no equilíbrio emocional dos consulentes, dando-lhes força, equilíbrio e saúde. São importantes auxiliares - juntamente com outros encantados, como os Marinheiros e Baianos - dos Caboclos e Pretos-Velhos. Um disco produzido com o uso dos grandes tambores da encantaria, os Ilus, com som poderoso e repleto de harmônicos, que quando se cruzam, produzem uma fortíssima corrente de dissipação de energias negativas nos terreiros.


Grande Ilu de barrica, um dos itens mais raros de nossa coleção de tambores, com o som gravíssimo, presente de nosso irmão Pai Juruá.


Boiadeiro e Violão - Arte de Fernando Naviskas

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Lançamento - Karibokas!

01. Tupa Doba; 02. Agradecimento a Oduwa; 03. Agradecimento a Deus da terra; 04.Hino dos Karibokas; 05. Lá vem o Urukã; 06. Pajelança com Pajé Morungá; 07.Adupe Mi Nhanderu; 08. Tie Teramori; 09. Irapuã ajuda Makunã; 10. Hino dos voluntários; 11. Karibokas do Brasil; 12. Caboclas; 13. Nós somos da aldeia do Tupã; 14. Laguna na Aldeia; 15. Somos índios Karibokas; 16. Canto de Guerra; 17. Canto de enterro;




Para nós da Ayom Records, foi uma grata e maravilhosa supresa quando soubemos da existência de uma tribo indígena que praticava a Umbanda e que era formada por indivíduos mestiços.

Porque a história do Movimento Umbandista possui um foco muito evidente e direcionado às matrizes africanas (tais como as Umbandas conhecidas como Omolokô, Umbanda Traçada, Umbandomblé, Candomblé de Caboclo e outras) ou européias (Umbanda Cristã, a Umbanda de Zélio de Morais, Umbandek, Umbanda Branca, etc).

Há pouquíssimas evidencias da matriz indígena da Umbanda, além dos ritos conhecidos como encantarias: Juremas e Catimbós, que apesar de terem nomes diferentes possuem uma ritualística muito próxima da Umbanda que se pratica em todo o Brasil.

A Umbanda é mestiça. Os Karibokas são mestiços. E que embora mestiços, não abrem mão de sua ascendência e resistência indígena. É interessante ouvir seus rituais e observar pontos clássicos dos terreiros cantados com Maracás e na batida característica dos povos indígenas, com o pé no chão e o cântico monocórdico. Além dos Maracás se utilizam de atabaques tocados em ritmos como o Toruá, Ijexá e Arrebate. Falam o dialeto Orubak, língua também mestiçada de Tupi, português e yorubá.

O Pajé Laguna dá um grande exemplo de dedicação e força no comando de sua tribo e na condução dos rituais e cânticos de sua tradição da vertente de Umbanda que pratica, que possui muito mais que 100 anos de idade.

Neste primeiro volume, apresentamos os cânticos tradicionais desse povo que traz uma aproximação evidente com outras tradições religiosas do Brasil, utilizando palavras e ritmos que existem nos cultos das nações Nagô e Angola. Seus cânticos contam a história de seus antepassados, por onde passaram, por onde viveram, suas guerras e seus mortos. Cantam para seus protetores, os índios das matas e seus guardiões.

Num segundo volume, traremos um ritual ao vivo da chamada Umbanda Nata ou Nativa. Um registro raríssimo desse braço da Umbanda que é, antes de tudo, mestiça, mas que possui sua direção e sua estrela nas entidades brasileiríssimas de nossos terreiros, nossos Caboclos!

E salve os Karibokas!

William de Ayrá (Mestre Obashanan)


Para ouvir a faixa 14, "Laguna na aldeia", clique abaixo:







segunda-feira, 13 de junho de 2011

LANÇAMENTO DO ANO: EXU O GRANDE ARCANO! A OBRA ABSOLUTA SOBRE EXU ESTÁ DE VOLTA


Nunca na história das religiões afro-brasileiras tantos segredos foram revelados, um clássico absoluto da literatura Umbandista. Uma obra que foi ditada pelo próprio Exu incorporado em seu médium. Esta 4.a edição ampliada e reformulada, acompanha um cd com cânticos invocatórios de Exu nas várias escolas afro-brasileiras, Bantu, Yorubá, Kimbanda, Umbanda Oriental Umbanda Esotérica e outras, além de excertos das gravações originais na voz do Exu Sr... ditando o livro, que foram recuperadas pela Ayom.

ACABAMENTO LUXUOSO, CAPA DUPLA!!



Acompanha um cd com cânticos das várias escolas da religiosidade afro-brasileira

Faixas do disco:

1) Palavra do Exu Sr.../Baruara; 2)Àgòlóònòn/Aji ki ire ni Vodun/Elegua; 3)Elégbara Vodun; 4) Elégbara èsú Alaiyê; 5)Exu Sr... dita as primeiras palavras do livro; 6) Maviletango; 7)Mavile Mavango/Mavile Apavenã; 8) Bombonjila Jamukonguê Orara Orere; 9) Bomnjila Aê!; 10) O Exu Sr... fala sobre os ciclos e ritmos criadores 11) Ritmos Agabi; 12) Ritmo Latopa com Batás Brasileiros; 13) Exu Sr... fala sobre enugbarijó, a "boca coletiva"; 14) Odára Ló sòro; 15) Èsú wa jú wò; 15) Òjísè pa lê fún awo; 16) Alákétu; 18) Exu Sr... fala das origens do vocábulo Esseia/Esseia Kimbanda; 19) Mantra dos Sete Guardiões Planetários; 20) Exu Sr... fala sobre os cabeças de Legião; 21) Ponto do Exu Sr. Sete Encruzilhadas; 22) Deu meia noite; 23) Exu Sr... fala sobre a não existência do mal; 24) Légua Boji; 25) Exu Sr... fala dos atributos dos Orixás Ancestrais; 26) É Capa Preta Sim senhor! 27) Capitão da Encruza; 28) O Capa Preta diz que é doutor/Capa Preta assobiou 17 minutos; 29)Exu vai embora; 30) Pau Peroba;

Para ouvir exemplos dos cânticos contidos no cd, clique abaixo:





















Para ouvir a voz do Exu Sr. ditando o livro, clique abaixo:




















Um lançamento Ayom Editora!

Pedidos:

Tel: (011) 3499-6152 / (011) 9761-8058

email: ayom77@gmail.com

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

LANÇAMENTO DVD - A MÚSICA: MEDIADORA DO SAGRADO - MESTRE OBASHANAN


DVD DUPLO - MÚSICA: MEDIADORA DO SAGRADO - Palestra histórica de Mestre Obashanan no III Congresso Brasileiro de Umbanda do Século XXI.

Neste DVD, Mestre Obashanan revela os mais surpreendentes segredos sobre a música de terreiro, em especial suas origens e de onde provém os códigos de invocação que permite e promove o transe anímico durante um ritual através dos ritmos corretamente percutidos. Divulga mais fundamentos de AYAN, a divindade do tambor e mostra a relação existente entre música e ritual e o poder das invocações através da palavra cantada.

DVD Duplo, lançamento da Ayom. Para adquirir o seu, escreva para ayom77@gmail.com ou ligue 3499-6152 ou 9761-8058

DVD 1 - Palestra - 01. Abertura; 02.O que é música?; 03.Ancestrlidade das religiões afro-brasileiras; 04.A Enéada e as Musas; 05.As Valquírias e os 9 filhos de Oyá; 06.O Pentagrama Celeste; 07.Expressões da música; 08.Notações Musicais; 09.A Tábua musical de Ifá; 10.Comunicação por meio dos Tambores sagrados; 11.Textos de Ayan;

DVD 2 - Ritmos Sagrados - 01.Apresentação dos Alabês; 02.O Canto da Terra; 03.Tambores do Sudeste; 04.A Invocação de Hamunya revelada; 05.Tambores do Sul; 06.Canto para Oxaguian; 07.Tambores de encantaria; 08.A Conexão entre a Umbanda esotérica e a encantaria; 09.Tambores indígenas; 10.Perguntas da Platéias; 11.Tambores e Sacrifício; 12.Canto do Amanhecer;

Excerto do DVD 1 - Palestra:


Excerto do DVD 2 - Ritmos sagrados:



Para adquirir o seu, escreva para ayom77@gmail.com ou ligue 3499-6152 ou 9761-8058.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

NOVO LOGO!


Este é o novo Logo da da Ayom.
Ele resume nossa intenção de promover um encontro da espiritualidade, da cultura e da música de terreiro e de outras manifestações com os estudiosos, leigos e amantes de tudo que se refere aos cultos Afro-brasileiros.
Esta é nossa nova marca e com ela vem por aí muitas supresas por esse ano!
Ayan Irê Ô! Saravá! Kawô Kabiesilê!
Obrigado a todos!
Ayom produções:
Obashanan (William de Ayrá)
Yatacyara (Vivian de Oyá)

segunda-feira, 17 de maio de 2010

LANÇAMENTO AYOM RECORDS - O REI DAS ÁGUAS - Canto de Raiz e Tambor de Fundamento


01. Eu vi mamãe Oxum na Cachoeira (2:24); 02. Atira-atira (3:11); 03. Oxalá meu pai (1:11); 04. Eu vou pedir licença a Ossaim (2:34); 05. Ele jurou bandeira (3:02); 06. Ladeira da Pilar (2:33); 07. Mato quebrando, caboclo arriando (2:04); 08. O pisar dos caboclos (2:38); 09. Espia o que vem pelo céu (2:33); 10. O rei das águas (2:58); 11. É Oxalá quem governa o mundo (3:39); 12. Ela é Ogum do fundo do mar (2:17); 13. O sino da igrejinha (3:14); 14. Aguerê (2:58); 15. Cabula de Congo (Congo de Ouro) (2:26); 16. Daró (2:31); 17. Ijexá (1:59); 18. Ritmo Agalu Ayan (3:01);

Na Umbanda, e nos cultos afro-brasileiros, o canto, a dança e o ritmo são aspectos indissociáveis que evidenciam a identidade da tradição a qual o templo pertence. É possível entender a origem de uma comunidade, suas raízes, sua história e seus rumos, de acordo com o jeito de cantar, de dançar e de se tocar os instrumentos ritualísticos. Claro que existem diferenças entre estas tradições e existem ainda, semelhanças cruciais para se compreender a distância gigantesca que separa o que é sagrado do que é profano na arte dos rituais. O Canto de Raiz possui códigos conhecidos apenas por aqueles iniciados na atmosfera musical dos terreiros. São cânticos que produzem efeitos reais e positivos quer seja no momento do transe, quer seja para sensibilizar o ambiente e atrair as divindades até os terreiros, para que se processe o atendimento e as celebrações. O Canto de Raiz geralmente é trazido por uma entidade ou recebido por raríssimos médiuns que possuem a faculdade da Psicofonia, que é a capacidade de receber, através da mediunidade, canções, músicas (cantadas, ou mesmo escritas através de outra faculdade mediúnica: a Psicografia) e mantras que despertam e recuperam as pessoas para uma nova relação com o mundo. Além do Canto de Raiz, existem ainda os Cânticos de Louvação. Estes já não possuem função magística nem invocatória, mas são importantes na condução da fé do Povo de Santo. No Brasil, Tambores de Fundamento são tambores que possuem função sagrada, que movimentam forças de atração e repulsão e que passam por ritos de consagração que os eleva para um status de instrumento mágico. São tocados apenas por músicos que tenham compromisso com sua comunidade e com o espiritual da casa a qual pertencem. Tambores de Fundamento são tambores que “conversam” entre si, são instrumentos vivos (!), onde cada peça faz uma frase diferente (o resultado final é uma espécie de “movimento sonoro”, que, além de ser captado pelos ouvidos, pode ser quase que “visualizado”) e não se apresentam em uníssono, de forma automática e monótona como vemos hoje, devido à padronização imposta pelas ditas “escolas” de curimba.

Infelizmente, tanto os Cânticos de Raiz quanto os ritmos produzidos pelos Tambores de Fundamento estão desaparecendo gradativamente por causa de eventos traumatizantes para a tradição musical dos templos do Brasil, como festivais de curimba e composições feitas apenas com o intuito de se apropriar da religião através de concursos onde o dinheiro fala mais alto. Assim, estas composições e estes “cursos” invadem os terreiros e vão pouco a pouco destruindo e mudando o panorama musical criativo e renovador das antigas casas para pior, desestruturando e descaracterizando a assinatura de tradições antigas, tornando pasteurizado o modo de se cantar e de se tocar. Nesse disco, procuramos resgatar alguns pontos de raiz que foram recolhidos em vários templos do Brasil. Alguns deles já bem desconhecidos da maior parte dos terreiros que conhecemos.
Os atabaques foram tocados com antigos ritmos de fundamento, ritmos que eram usados em muitas casas antigas de Umbanda e que hoje estão cada vez mais raros e difíceis de encontrar, em especial, a faixa “O sino da Igrejinha”, ponto do Exu Tranca Ruas, executado em uma peça de ritmo Agalu, uma rara execução de ritmo em louvor a Ayom, o Orixá dos tambores. Alguns do ritmos são apresentados em seu instrumental, sem voz, no final do CD. Tivemos o prazer de sermos acompanhados por Luciana Gama, curimbeira dos Xangôs e das Umbandas de Recife e pela curimba do templo do Caboclo Arranca-Toco de Campinas, dirigido por nosso irmão, mestre Karabayara (Pai Raimundo Medeiros), este, um templo ligado à Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino e à FTU – Faculdade de Teologia Umbandista, criadas pelo nosso Grão-Mestre Arapiagha (Pai Rivas Neto), que zela, prima e permanece fiel à identidade primeira e soberana das canções de nossos ancestrais ilustres, nossos Orixás, Guias, Protetores, Exus e Encantados.
Ayan Irê Ô! (Que Ayan lhe traga felicidade).
Para ouvir a faixa 01, "Eu vi mamãe Oxum na Cachoeira":



William de Ayrá (mestre Obashanan)
Para adquirir este disco escreva para ayom77@gmail.com
Ou ligue: (011) 9761-8058 / 3499-6152